924 433 307 info@vimedical.es
Blefaroplastia en Vimedical

Blefaroplastia

Em que consiste?

A blefaroplastia é uma cirurgia das pálpebras, é um procedimento utilizado para eliminar a gordura presente nos papos das pálpebras através da extração da gordura e o excesso de pele.

Para quem está indicada?

Esta técnica é adequada para pacientes que tenham as pálpebras superiores descaídas e excesso de papos inferiores, sinais do envelhecimento, que dão aso a um olhar mais envelhecido. Sendo o principal objetivo, rejuvenescer a aparência.

Características da intervenção

A intervenção nas pálpebras é uma intervenção muito simples, com duração de aproximadamente 1 hora. Dependendo se a intervenção é nas duas ou nas quatros pálpebras, o tipo de anestesia mais utilizada é a local com sedação.

Recuperação

Desse a intervenção até perfazer um período de 24 a 48 horas o paciente deverá estar de repouso relativo para evitar possíveis dores.

Normalmente na semana seguinte à intervenção pode-se realizar uma vida praticamente normal, regressando inclusivamente à vida laboral.

A cirurgia e a Anestesia

A blefaroplastia realiza-se numa sala de operações, dentro de uma clínica ou num hospital. Normalmente não é necessário permanecer na clínica mais do que umas horas depois da realização da cirurgia. Costuma ser feita com anestesia local e sedação, menos frequente é a utilização de anestesia geral, depende sempre das preferências do cirurgião. Se for feita a intervenção com anestesia local mais sedação o paciente fica relaxado e a pálpebras estão insensíveis à dor; com anestesia geral o paciente esta a dormir durante a operação.

A intervenção costuma durar entre 1 a 3 horas, ou mais quando se associa outras intervenções. Se vão ser intervencionadas as quatros pálpebras, normalmente começa-se pelos superiores. Na maioria das vezes as incisões fazem-se nas linhas naturais das pálpebras superiores, e nas pálpebras inferiores debaixo das pestanas; em alguns casos podem prolongar-se até a patas de galo. Através destas incisões separa-se a pele da gordura e dos músculos subjacentes, extraindo o excesso de gordura, em algumas ocasiões o excesso de pele e músculo também. As incisões são suturadas de uma forma muito fina.

Depois da Cirurgia

Depois da cirurgia aplicam-se pomadas nos olhos e lubrificantes e nalguns caso uma venda suave.

Podem sentir dores sobre as pálpebras; se tiver, estas são aliviadas facilmente com medicação prescrita pelo cirurgião (se aparecer uma dor intensa e muito incomoda deverá comunicar ou cirurgião). Tem que manter a cabeça direita e elevada durante uns dias depois da cirurgia e aplicar compressas frias, para diminuir a inflamação e os hematomas. Vão ensinar-lhes a lavar os olhos, também serão informados sobre a necessidade de colocar colírios oftálmicos para manter os olhos hidratados. Durante as primeiras semanas pode notar os olhos lacrimejantes, ter sensibilidade à luz e sentir algumas modificações temporais na acuidade visual, tais como visão turva ou ver em dobro. Durante as duas primeiras semanas o cirurgião seguirá em detalhe a sua evolução. Os pontos são retirados no intervalo de tempo entre o segundo dia após a cirurgia até ao máximo de uma semana. O edema e os hematomas vão desaparecendo gradualmente até desaparecerem por completo, começando a sentir-se e a ver-se muito melhor.

A maioria dos pacientes que se submetem a uma blefaroplastia começam a ler e a ver televisão em 2 ou 3 dias. No entanto, não poderão usar lentes de contacto durante 2 semanas, e mesmo passado este tempo, é possível sentir algum incomodo ao coloca-las. Normalmente regressam à vida laborar dentro de uma semana ou 10 dias após a cirurgia. É permita a aplicação de maquilhagem para disfarçar os hematomas. Poderá ser necessário usar óculos de sol e usar protetor solar nas pálpebras, durante umas semanas. Deverá manter um repouso relativo durante 3 a 5 dias e evitar atividades bruscas durante 3 semanas.

Existem riscos? Há garantias?

Quando este procedimento é realizado por um cirurgião plástico qualificado as complicações são pouco frequentes e de pouca importância. No entanto, existe sempre a possibilidade de aparecerem complicações, como infeções ou reações à anestesia. Podem-se diminuir os riscos, seguindo de maneira cuidadosa as instruções do cirurgião plástico, tanto antes, como despois da intervenção. As complicações menores que podem aparecer depois de se realizar uma blefaroplastia são, a visão turva e em dobro durante uns dias, edema temporário das pálpebras e assimetrias leves na cicatrização. Depois da cirurgia também podem ter dificuldade em fechar completamente as pálpebras para dormir; só em casos raros esta complicação será permanente. Outra complicação pouco frequente é o ectrópio palpebral que poderá necessitar de correção cirúrgica.

Os Resultados

As cicatrizes podem apresentar um aspeto rosado durante os primeiros meses. Progressivamente irão desaparecer até se tornarem numa linha clara, quase invisível. Os resultados da blefaroplastia potenciam um aspeto mais jovem e renovado que se mantem por muitos anos ou até permanente, em alguns casos.

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.
Este website utiliza cookies para que o utilizador tenha uma melhor experiência. Se continuar neste site estará a aceitar a nossa política de cookies, clique em baixo para obter mais informação. ACEPTAR

Aviso de cookies