924 433 307 info@vimedical.es
Ginecomastia en Vimedical

Ginecomastia

No que consiste?

A ginecomastia tem como principal objetivo eliminar o excesso de tecido presente na zona peitoral do homem para obter assim, um tórax plano com um aspeto mais masculino. O excesso de tecido é causado pelo desenvolvimento do tecido mamário que o torna palpável e visível. A intervenção cirúrgica consiste na extração do tecido glandular e em alguns casos faz-se também a lipoaspiração dos tecidos de gordura.

Para quem está recomendada?

Os pacientes ideais para realizar esta intervenção são aqueles que procuram corrigir o aspeto avultado e antiestético da mama, caraterísticas que lhe conferem uma aparência mais feminina. Antes de se proceder à intervenção, tem que se descartar a presença de um adenoma da hipófise, confirmado este diagnóstico, far-se-á o tratamento e posteriormente se fará a intervenção.

Característica da intervenção

Este tipo de tratamento é desenvolvido através da ressecção da glândula, é feita uma incisão na parte inferior da auréola, mas tendo em atenção em deixar uma pequena parte de glândula para evitar que a aurela se torne flácida e que pegue ao músculo peitoral maior. Nos casos mais severos é necessário fazer a remoção da pele, fazendo com que a cicatriz fique fora da auréola, que normalmente se esconde com o pelo do tórax. É conveniente combinar este procedimento com uma lipoaspiração na zona do peito, para retirar toda a gordura que possa rodear o tecido glandular. A duração deste tipo de procedimento é de 1 ou 2 horas dependendo da sua complexidade. É um procedimento que requer administração de anestesia geral, sendo o paciente internado no mínimo, uma noite.

Período de recuperação

Após a realização da intervenção e num período que vão entre as 24 e as 48 horas o paciente terá que fazer repouso para controlar as dores e o incómodo. São colocados tubos de drenagem durante 24 horas para evitar a acumulação de líquidos. Passadas 72 horas hora será feita uma avaliação pelo cirurgião para que possam ser retiradas as ligaduras, e substitui-las por uma faixa de compressão, que será utilizada entre 2 a 6 semanas, para que se consiga obter naquela zona os resultados pretendidos, uma zona mais lisa e mais tensa. Ao mesmo tempo que estas faixas ajudam a reduzir a inflamação e evitar complicações futuras. A sutura intradérmica é reabsorvida. A prática de uma vida normal consegue-se normalmente passada uma semana da intervenção. Por último, são agendadas futuras revisões para assegurar que não surgem nenhumas complicações na zona sujeita à intervenção.

 

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.
Este website utiliza cookies para que o utilizador tenha uma melhor experiência. Se continuar neste site estará a aceitar a nossa política de cookies, clique em baixo para obter mais informação. ACEPTAR

Aviso de cookies